Search
  • Larissa Ushizima

No Estadão: Alumna conversa sobre programa de mentoria gratuito

A mentoria profissional pode mudar a trajetória de uma pessoa no mercado de trabalho, principalmente quando pensamos em grupos minorizados.


O time da Alumna conversou com o Estadão sobre a seleção para a Turma 3, que vai oferecer 150 vagas de mentoria para mulheres estudantes de todo o país. Serão 150 vagas no programa de mentoria. As selecionadas recebem acompanhamento individualizado durante seis meses. Podem participar universitárias mulheres cis e trans de qualquer universidade pública ou particular de todo o país. Prioridade para jovens talentos de perfil diverso, como mulheres pretas ou pardas, primeira geração da família na universidade ou alunas que estudaram em escola pública.


Resultados e Impacto


Em pouco mais de um ano, a Alumna saltou de 25 participantes, na turma 1, para 180 participantes, na turma 2, sendo 90 alunas de graduação de todo o país e 90 mentoras experientes nas mais diversas carreiras. Entre as primeiras mentoradas, 70% terminaram o programa empregadas ou estagiando, 90% delas disseram estar mais confiantes em relação à carreira após a mentoria e 100% das participantes recomendariam a Alumna.

“Nossa meta é impactar 10.000 alunas de graduação de 2025 e para alcançá-la, buscamos empresas e organizações parceiras que queiram acelerar a equidade de gênero e raça no mercado de trabalho”, pontua Larissa Ushizima.


Matéria publicada no Estadão em 26 de outubro de 2021