• anabotelho639

Relato de mentoria de carreira: como foi sua experiência na Alumna?

Você já pensou em fazer mentoria de carreiras? Tem dúvidas de como funciona um programa de mentoria? Gostaria de saber como é a relação entre mentora e mentorada? Então venha conferir o blog dessa semana, em que trazemos o relato da experiência da mentora Xaman Minillo e da mentorada Ana Luiza Botelho, que participaram da Turma 1 da Alumna.


Xaman Minillo (Professora do Departamento de Relações Internacionais na Universidade Federal da Paraíba - UFPB)

"Quando fui chamada para participar da Alumna como mentora fiquei muito honrada. Depois fiquei preocupada: será que eu tenho aquilo que é necessário? A mentoria fortaleceu minha confiança, pois para me preparar relembrei meus desafios e vitórias. Me lembrei que ninguém tem todas as respostas. Fui conhecendo Ana Luiza, seu potencial e sua resiliência, e ela trouxe as respostas a muitas das minhas questões. Pude ver como ela poderia usar o que eu aprendi em minha caminhada para desenvolver suas próprias estratégias. E vendo o mundo pelos olhos dela, seus planos e desafios, viajei para dentro de mim e cresci como profissional e como pessoa, exercitando minhas responsabilidades éticas para com a sociedade e uma nova geração de mulheres que está adentrando o mundo profissional."



Ana Luiza Botelho (Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília -UnB)

"Em 13 de janeiro de 2021 foi o dia que primeiro encontrei com a Xaman (minha mentora), que até aquele momento, pensava não ser um bom match para mim, uma vez que ela é professora universitária, carreira pela qual não tinha interesse. Precisou que a conhecesse para entender que o match não se tratava apenas de profissão similar. Mas o fato de sermos diferentes fez toda a diferença. Foi, a partir do nosso compartilhamento, que pude olhar para meus planos futuros por uma outra perspectiva. Além disso, me senti acolhida por uma mentora que reluziu serenidade e força. Algo que necessitava, diante do momento desencorajador que vivia.


No começo, penso que nenhuma de nós sabia ao certo como deveria acontecer uma mentoria. Seguimos a metodologia da Alumna e nos mostramos abertas a expor nossas conquistas, desafios e vulnerabilidades. Mesmo sem respostas exatas, pude, em um determinado caminho do programa, visualizar o quão enriquecedor uma mentoria pode ser. Da experiência de vida da Xaman, aprendi que não é necessário ter respostas prévias do que fazer depois de me formar, meus planos iriam se encaminhar no seu tempo, se os nutrisse. Aprendi que pausas e intercorrências não são apenas obstáculos, eles também são oportunidades. Por isso, bons hábitos, descanso e estabelecimento de limites são partes relevantes do planejamento de carreira. Termino, assim, por dizer que para além do que alcancei, o produto mais incrível da mentoria foi, em si, o nosso processo juntas.”